Início Artigos Substratos: cultivo de orquídeas em brita, seixos, cascalho, pedras em geral

Substratos: cultivo de orquídeas em brita, seixos, cascalho, pedras em geral

6458
12
COMPARTILHAR
Substratos cultivo de orquídeas em brita, seixos, cascalho, pedras em geral
HashFlare

H√° algum tempo quero escrever mais sobre este assunto, afinal, cultivar orqu√≠deas “na pedra” parece uma ideia meio louca para muitos. Bom, n√£o √©.

Desde que comecei a me aprofundar no hobby tenho vontade de experimentar tal cultivo. O motivo: sempre notei que alguns dos vasos absurdamente floridos em exposi√ß√Ķes tinham uma caracter√≠stica diferente: o substrato continha brita. N√£o no fundo, mas como substrato mesmo, para a planta agarrar e se desenvolver.

Intrigado, fui atr√°s de mais informa√ß√Ķes al√©m daquelas que postei aqui no orquideas.eco.br no post que fiz sobre substratos inertes (que voc√™ pode ler clicando aqui). Al√©m disto, conversei com alguns orquid√≥filos respons√°veis por orquid√°rios comerciais e, pasmem, brita √© o substrato deles.

Mas afinal, qual é a vantagem de você pegar sua Cattleya e plantá-la em um substrato assim?

Vantagens

Basicamente, se eu fosse resumir para voc√™, diria que √© um substrato eterno. Mas n√£o √© apenas isso. As pedras s√£o, em sua maioria, materiais inertes. Em alguns casos, apresentam pouqu√≠ssima atividade qu√≠mica e biol√≥gica, o que ainda pode ser ben√©fico para algumas esp√©cies. Material inorg√Ęnico, sem ou com pouqu√≠ssima presen√ßa de microporos, tornando-os substratos bem secos, mas ao mesmo tempo com certa capacidade de reten√ß√£o de umidade pela adsor√ß√£o da √°gua em sua superf√≠cie, devido a sua rugosidade. N√£o se compacta e permitem a ader√™ncia, aera√ß√£o e desenvolvimento das ra√≠zes.

Com este substrato não é necessário replante constante devido à decomposição do substrato. A planta cultivada na pedra só é replantada em dois casos: crescimento da planta para fora das bordas do vaso ou com o apodrecimento do próprio vaso. Além disto, os vasos plásticos diminuem a evaporação, retendo um pouco da umidade apesar das pedras. Por fim, este substrato permite que regas sem adubo limpem o substrato, retirando o excesso de minerais que se depositam em qualquer substrato e podem prejudicar a planta com o tempo. Além disto, a planta não ficará encharcada por muito tempo, pois a drenagem da brita é muito boa.

Desvantagens

A principal desvantagem deste tipo de substrato é o seu peso. Se você possui um orquidário com bancadas mais simples ou com lugares para pendurar plantas, é importante considerar que alguns vasos com este tipo de substrato vão fazer uma diferença considerável na sua estrutura. Entretanto, é possível resolver isto usando outros materiais junto com as pedras, como cascas e isopor.

Além disto, você precisará se acostumar com a nova frequência de regas que este substrato irá precisar, visto que possui uma secagem um pouco mais rápida.

Tipos

O tipo mais usado √© a brita comum, daquelas de constru√ß√£o mesmo. A brita √© um material inerte oriundo da moagem do granito e do gnaisse, rochas √≠gneas e metam√≥rfica, respectivamente. √Č considerado por muitos o melhor tipo de pedra para ser usado como substrato.

H√° tamb√©m outros tipos de pedras inertes, como o seixo rolado de quartzo, a pedra de rio ou o pedrisco que sobra do peneirado de areia. Por fim, temos as pedras ricas em ferro, chamada pedra canga ou laterita. A pedra canga √© uma pedra ferruginosa oriunda das regi√Ķes ricas em min√©rio de ferro. Coincidentemente, estes locais abrigam as orqu√≠deas do g√™nero Hoffmannseggella, antigas Laelias rup√≠colas. Elas vegetam neste tipo de rocha pois tem uma grande necessidade de ferro.

As britas oriunda de rochas calcárias não são indicadas para o cultivo, pois é uma rocha sedimentar de reação alcalina, fazendo com que o equilíbro do pH do substrato seja alterado e a planta tenha dificuldades em assimilar alguns nutrientes. Leia mais sobre o pH para as plantas clicando aqui!

Tamanhos

Existem v√°rios tamanhos de brita, como mostrado a seguir:

  • p√≥ de pedra ‚Äď de 0 a 3 mil√≠metros;
  • pedrisco ‚Äď de 3 a 5 mil√≠metros;
  • brita 0 ‚Äď de 5 a 12 mil√≠metros;
  • brita 1 ‚Äď de 12 a 22 mil√≠metros;
  • brita 2 ‚Äď de 22 a 32 mil√≠metros;
  • brita 3 ‚Äď 32 a 62 mil√≠metros;
  • brita 4 e 5 ‚Äď de 62 a 100 mil√≠metros.

Em geral, a brita 1 e a brita 0 são as mais usadas. Para raízes finas, como as do Dendrobium e Oncidium, o mais recomendado é a brita zero. Para as raízes mais grossas, a mais recomendada é a brita 1. Para qualquer outra entre estes tamanho, você poderá mesclar entre a brita 0 e brita 1.

Plantio

Toda brita deve ser lavada em água corrente para eliminar resíduos. Lembre-se que este tipo de material normalmente está em ambientes que também abrigam outros tipos de material de construção, como cimento e cal, que podem contaminar a brita e matar sua planta. O replantio pode ser feito considerando os passos descritos no meu artigo sobre replantio de orquídeas, que você pode ler clicando aqui.

Abaixo, um exemplo que funciona muito bem: meu amigo Durigan utiliza apenas brita com carv√£o em suas plantas. E crescem uma barbaridade…

orquideas.eco.br - Substratos cultivo de orquídeas em brita, seixos, cascalho, pedras em geral
Um exemplo, retirado do orquid√°rio do meu amigo Durigan – brita com carv√£o
orquideas.eco.br - Substratos cultivo de orquídeas em brita, seixos, cascalho, pedras em geral
Ele utiliza apenas isto para seus famosos híbridos
orquideas.eco.br - Substratos cultivo de orquídeas em brita, seixos, cascalho, pedras em geral
E, como você pode ver, crescem muito bem!
orquideas.eco.br - Substratos cultivo de orquídeas em brita, seixos, cascalho, pedras em geral
Tanto na fase adulta…
orquideas.eco.br - Substratos cultivo de orquídeas em brita, seixos, cascalho, pedras em geral
…quanto ainda seedlings.

Referências

Abraços!

12 COMENT√ĀRIOS

    • Oi Jo√£o.

      S√£o rochas calc√°rias, seu efeito ser√° o mesmo que descrevi no post. Ali√°s, li h√° muito tempo sobre m√°rmore e lembro de ter visto que ele cont√©m ars√™nico como contaminante… talvez n√£o seja ideal us√°-lo… bom, pelo menos eu n√£o usaria!

      Por que n√£o tenta brita com carv√£o?

      Abraços

  1. Estou pasma, adorei…n√£o sabia nada de orqu√≠deas, minha sogra era fan√°tica por essas plantas. Ela faleceu o ano passado e eu herdei suas orqu√≠deas… algumas come√ßaram a ficar feias e comecei a pesquisa. Pretendo aplicar esse m√©todo, j√° que sou fan√°tica por pedras, tenho como conseguir seixos rolados de todos os tamanhos, e… adorei …. daqui a alguns meses me comunico, para detalhar o desenvolvimento de minhas orqu√≠deas….

    • Oi Lia

      Aconselho a visitar a se√ß√£o de artigos em minha p√°gina e ler mais sobre o tema… estou sempre escrevendo sobre atualidades da orquidofilia!

      Aguardo ansiosamente seus resultados com as pedras!

      Abraços

  2. Para diminuir o peso, posso colocar qualquer lasca de √°rvore???? em frende de casa tem uma acho que se chama cor√£o, tem muitas lascas soltas no tronco…

    • Lia

      N√£o conhe√ßo as propriedades desta casca, n√£o saberia opinar. Lembre-se que as cascas s√£o org√Ęnicas e com o tempo apodrecer√£o, fazendo com que voc√™ precise trocar o substrato. Se voc√™ ir para a linha das pedras e do carv√£o, por exemplo, o substrato ir√° durar muito mais! Eu n√£o arriscaria sem conhecer as propriedades da √°rvore e de sua casca!

      Abraços

    • Como disse, eu n√£o arriscaria.

      Eu j√° uso casca de pinus aqui e estou abandonando justamente por achar que o tempo de deteriora√ß√£o n√£o compensa o plantio. Estou preferindo substratos mais “eternos”.

      Abraços

Deixe uma resposta