Início Cultivo Cattleya loddigesii – cultivo e características

Cattleya loddigesii – cultivo e características

760
5

A Cattleya loddigesii é uma orquídea de porte médio que pode ser encontrada na América do Sul. No Brasil, foi identificada nas regiões Nordeste, Sudeste e Sul.

História

Inicialmente, essa orquídea foi descrita como Epidendrum violaceum pelos irmãos George Loddiges e Joachim Conrad Loddiges. Porém, em 1823, na publicação Collectanea Botanica, John Lindley a registrou como Cattleya loddigesii, sendo que loddigesii foi em homenagem aos dois irmãos.

Características e curiosidades

A Cattleya loddigesii foi a primeira Cattleya a ser levada e cultivada na Europa. Epífita e em alguns casos litófita, gosta de viver em altitudes entre 500 e 1200 metros.

Considerada uma Cattleya bifoliada, seu tipo de crescimento é o simpodial. Muitos cultivadores iniciantes a confundem com a Cattleya harrisoniana, mas essas 2 espécies possuem algumas diferenças que nos ajudam a diferenciá-las.

  1. O labelo da Cattleya harrisoniana é mais fechado;
  2. Seus períodos de floração são diferentes;
  3. A época de enraizamento também é diferente.

Flores

A Cattleya loddigesii pode florescer mais de uma vez no ano. Sua primeira floração ocorre entre julho e setembro, ou seja, no inverno. Sua segunda floração, se ocorrer, será no verão. Ela irá gerar entre 2 a 9 flores de tamanho médio, variando entre 8 a 12 centímetros e durando cerca de 15 dias.

Suas flores possuem coloração variada, apesar de serem normalmente rosa, exalando um perfume de madeira molhada. É uma das Cattleyas que floresce mais cedo, ou seja, se você a comprou nova, em pouco tempo ela já vai florir.

Dica: para aumentar a floração dessa orquídea, não corte seus bulbos para realizar a multiplicação.

Cultivo da Cattleya loddigesii

O cultivo dessa planta é considerado simples, sendo bem resistente a uma grande variedade de ambientes. Um iniciante provavelmente não terá muitas dificuldades em cultivá-la. Entretanto, é necessário que você conheça algumas necessidades desta orquídea, pois isso irá facilitar o seu cultivo.

Iluminação

A Cattleya loddigesii gosta de uma iluminação média, por isso, um sombreamento entre 50% a 70% é o ideal. Para garantir que sua orquídea realmente esteja recebendo uma boa iluminação, verifique as cores de suas folhas. Basicamente, se suas folhas estiverem com uma cor mais amarelada, elas estão recebendo muito sol. Caso suas folhas estejam verdes escuras, elas precisam de mais sol.

Temperatura

Essa é uma planta muito resistente a temperaturas quentes e frias. Normalmente, seu cultivo é ideal em locais que variam entre 15ºC a 30ºC, mas ela também pode aguentar por um curto período de tempo temperaturas até 5ºC. Seus bulbos podem desidratar durante a sua floração, o que é natural para essa Cattleya.

Onde Plantar

A Cattleya loddigesii é muito resistente. Assim, ela consegue se adaptar a vários locais, tais como:

  • Árvores;
  • Vasos de plástico;
  • Vasos de terracota;
  • Cachepôs;
  • Tutores (casca de árvore);
  • Troncos.

O único cuidado que você deve ter é evitar plantá-las na terra, pois isso pode (e provavelmente irá) matá-las.

Umidade

A umidade é o fator mais complicado no cultivo dessa orquídea. Essa Cattleya gosta muito de locais com alta umidade, especialmente durante a noite e o começo da manhã. Por isso, garanta que ela fique em um local que atenda a essas necessidades e que também a temperatura caia durante a noite. Entretanto, é necessário tomar cuidado para não exagerar, pois elas não gostam que seus brotos fiquem úmidos, o que pode ser pode ser resolvido com a rega correta.

Substrato

A escolha do substrato depende muito de onde você escolheu cultivar sua orquídea. Em média, a loddigesii precisa de um substrato poroso e que garanta uma boa aeração nas raízes. Por isso, alguns dos substratos recomendados são:

  1. Casca de pinus;
  2. Brita;
  3. Tronquinhos de café.

Lembre-se que, em média, a cada 2 anos o substrato deverá ser trocado, exceto a brita.

Adubação

A adubação é algo essencial para a grande maioria das orquídeas, pois como não estão na natureza, não conseguem captar nutrientes de folhas ou restos de animais. No caso da Cattleya loddigessi, a adubação deve ocorrer a cada 15 dias utilizando um adubo equilibrado. Desta maneira, você vai conseguir que sua planta tenha um crescimento e uma floração melhor.

Rega

Como escrito acima, essa é uma planta que gosta muito de umidade, mas você deve evitar o excesso de água. Por isso, algumas dicas são necessárias:

  • Caso ela esteja plantada em uma árvore, regue-a todos os dias.
  • Caso ela esteja plantada em um vaso, verifique com o seu dedo ou com seu lápis se o substrato está seco. Regue pouco antes dele secar.

Essa rega mais frequente é causada pelo finura dos pseudobulbos, pois eles são os responsáveis por guardar água e nutrientes em orquídeas. Quando as hastes florais começarem a aparecer, diminua um pouco a rega.

Pragas e Doenças

Durante as suas brotações, essa orquídea é atacada principalmente por pulgões e cochonilhas. Mas, além dessas pragas, também podem aparecer lesmas e caracóis devido a umidade alta do ambiente que essa planta gosta. Agora caso ela contraia alguma doença ou fungo, coloque-a longe das demais orquídeas e trate-a adequadamente.

Híbridos

Uma das maiores características da Cattleya loddigesii é a sua grande quantidade de híbridos. Além de serem cruzadas com outras orquídeas através de métodos artificiais, essa planta também criou os híbridos naturais. Abaixo estão alguns dos principais híbridos dessa orquídea:

  • Coerulea;
  • Trilabelo;
  • Alba;
  • Aquini;
  • Candida;
  • Estriata.

Por fim, eis alguns híbridos naturais:

  • Cattleya sororia;
  • Cattleya valentine;
  • Cattleya dolosa;
  • Laelicattleya amoena;
  • Laeliocattleya fredna;
  • Laeliocattleya leeana.

Não deixe de compartilhar este artigo e me acompanhar nas redes sociais!

5 COMENTÁRIOS

  1. Que maravilha de artigo, hein Luis…? Como sempre, não é?
    Além das boas dicas, as fotos são um capítulo a parte!
    Eu adquiri a minha primeira C. loddigesii ano passado e já floriu (muito parecida com a da foto que abre seu artigo); estou muito satisfeito com ela.
    Grande abraço!!!

    • Opa, os créditos desse artigo vão para seu autor. Eu apenas revisei o texto. Mas obrigado!

      Aqui, não cultivo muito as Cattleyas por causa da minha preferência por Pleurothallis. Apenas algumas da região… e olhe lá…

      Abração

  2. Olá, boa noite ! Talvez você possa me ajudar. Estou procurando Superthrive por um “preço decente”, tem alguma indicação ? Muito obrigado por sua atenção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here