Home Sobre

Sobre

O orquideas.eco.br nasceu em 2011, ainda sob o nome de Orquidário Faísca. Eram tempos mais simples, utilizando a plataforma do Blogger.

Infelizmente, esta se mostrou uma plataforma muito limitada e logo pensei em mudar para algo mais abrangente. Veio a mudança para o WordPress e o domínio próprio, orquidariofaisca.com.br.

A especificação de “Orquidário” no nome trouxe inúmeros compradores a um site que não vende orquídeas. Logo, comecei a pensar em mudar também o nome da página. Casou que um amigo, Roney, estava desativando seu site, o orquideas.eco.br. Nome sugestivo, pedi e ele generosamente me passou este domínio. Neste momento o Orquidário Faísca se tornou o orquideas.eco.br.

Um pouco sobre mim

Cientista da Computação por formação, Mestre em Informática Aplicada por teimosia e atualmente Gerente de Projetos. Sou apaixonado por Formula 1. Divido meu tempo livre entre meus três passatempos prediletos: orquídeas, aquários e fotografia.

Um pouco sobre nosso orquidário

A nova versão do nosso orquidário em casa possui cerca de 60 metros quadrados e cerca de 600 espécies de orquídeas. Sua estrutura é de tijolos. O chão é de cerâmica e as paredes possuem telas e mesas teladas para as plantas. No teto, mais telas para pendurar plantas e as telhas são daquelas onduladas transparentes. Bom, na verdade são leitosas, deixando passar 70% da luz. Ainda tenho um coletor de água da chuva e um sistema automático de aspersão.

Grande parte das minhas orquídeas estão em cachepots. Algumas estão em placas de fibra ou xaxim, poucas em todos e as Draculas e Masdevallias no EcoTronco.

O orquidário foi um sonho realizado quando adquiri minha residência com um grande jardim. Viver com este pedacinho de mata em minha casa é relaxante, estimulante e gratificante!

Sempre tive orquídeas, mas nunca tive como levar o hobby a sério. Eram algumas poucas Cattleyas e nada mais. Mas sempre cultivei o gosto pelas plantas e quando mudei para minha casa, o vírus das orquídeas já tinha contaminado minha esposa também. Pensamos bastante no que fazer e resolvemos fazer nos fundos do terreno uma estrutura para montar o orquidário. Desde então, temos adquirido espécies que gostamos, focando mais as micros por gosto dela e as Draculas que eu tanto gosto.