Início Vasos Utilização do fertilizante Osmocote nas orquídeas

Utilização do fertilizante Osmocote nas orquídeas

18625
19
COMPARTILHAR

Falando um pouco sobre adubos, recentemente comecei a usar Osmocote em algumas plantas para verificar os resultados. Acho que vai ser bastante promissor.

Basicamente, a ideia aqui é aproveitar a nebulização diária que estou fazendo (que você pode conferir no post que fiz sobre o sistema que irrigação automático de meu orquidário clicando aqui) e liberar lentamente uma dose extremamente homeopática de adubo para as plantas. Desta forma, diariamente as plantas terão três elementos em sua rotina:

Além disto, a adubação tradicional, quando lembro, é mantida. Mas com todo o procedimento acima, ela se torna menos necessária, tanto que a concentração do adubo que uso é bem menor.

Enfim, o que o Osmocote pode ajudar em seu cultivo?

Osmocote: o que é?

O Osmocote é fabricado pela empresa americana Scotts e seu nome tem como origem o processo biológico conhecido como “osmose”.

O Osmocote é um tipo de fertilizante de liberação lenta, normalmente apresentado em formato de grão/cápsula. Esse grão funciona como uma cápsula de sistema osmótico, ou seja, na medida em que entra água em seu interior, sai o fertilizante, que é lentamente expulso de seu interior. O Osmocote possui composições diferenciadas em sua fórmula e no tipo de camada protetora da cápsula. Assim, o tempo de liberação dos nutrientes da cápsula pode variar de 3 a 14 meses, de acordo com o material que envolve a cápsula.

Como a liberação é lenta, o Osmocote é recomendado para todas as fases de crescimento e manutenção dos seres vegetais, podendo variar apenas a sua composição de acordo com a idade da planta. Como ele possui uma liberação gradativa não há o risco de queimar as raízes das plantas, consequência comum de sobrecarga de adubação com nitrogênio em um único dia.

DSC_0158
Osmocote e nada mais.

Após a liberação de todos os nutrientes, a cápsula do Osmocote terá apenas água em seu interior, evidenciando que os nutrientes foram todos utilizados e no final do ciclo a água da irrigação ocupou seu lugar. Por ser biodegradável, não há a necessidade de se retirar as cápsulas já utilizadas do substrato, pois a resina que as reveste se dissolverá com o tempo. O tempo de duração de cada tipo de Osmocote é indicado na embalagem.

Segundo o fabricante, o produto também pode ser aplicado em solos úmidos, pois uma vez aplicado ao solo, o Osmocote só absorverá a umidade da terra quando a temperatura chegar aos 50º C. Isto quer dizer que a irrigação sobre os grãos torna-se essencial para que as cápsulas realizem a absorção de umidade capaz de penetrá-las e, consequentemente, liberar os nutrientes para a planta.

É interessante observar que a tecnologia aplicada no Osmocote promove a adequada absorção de água em qualquer situação. Mesmo imersa dentro de um recipiente com água, a quantidade absorvida por cada cápsula será a mesma de uma irrigação normal. Diferentemente dos revestimentos quebradiços dos antigos adubos de liberação lenta, a sua cápsula biodegradável promove a completa absorção e durabilidade do efeito.

Osmocote: composição

A composição do Osmocote, como todo fertilizante, varia de acordo com a fórmula. Neste caso, varia sempre no NPK, indicado no nome do produto. O Osmocote® Plus 15-9-12, por exemplo, possui os seguintes elementos:

Análise – 15-9-12
Nitrogênio (N) 15%
Fosfato (P) 9%
Potássio (K) 12%
Magnésio (Mg) 1,3%
Enxofre (S) 5,9%
Boro (B) 0,02%
Cobre (Cu) 0,05%
Ferro (Fe) 0,46%
Manganês (Mn) 0,06%
Molibdênio (Mo) 0,02%
Zinco (Zn)  0,05%

Este é o que tenho utilizado em minhas plantas.

Como referência, um Osmocote 10-10-10 mudaria somente os macronutrientes, o NPK.

Osmocote: como utilizar

O Osmocote é encontrado em diferentes formulações de NPK e é necessário possuir um conhecimento mais técnico sobre o tipo de NPK necessário para cada fase da planta. Por exemplo, um adubo com o N (Nitrogênio) elevado promoverá o crescimento acelerado da planta, entretanto, poderá promover a queima de folhas e raízes. Na dúvida, utilize valores balanceados (como por exemplo 10-10-10 ou 20-20-20) e sempre em pequena quantidade, testando gradativamente a quantidade necessária para a planta. No caso do Osmocote, não existe risco de superfertilização, pois a liberação dos nutrientes é gradativa. Portanto, dosagens maiores podem ser aplicadas sem muito risco. Entretanto, sempre é bom preservar, cuidar e economizar, utilizando sempre a dosagem recomendada na embalagem do produto. Quer saber mais sobre adubação? Clique aqui!

DSC_0155
No cachepot.

É importante saber quanto dura o Osmocote em suas plantas. Como isto varia de acordo com a fabricação e a temperatura, o ideal é consultar a embalagem do produto. Como exemplo, eis a longevidade Osmocote® Plus 15-9-12 – 3 a 4 meses – e do Osmocote® Plus 15-9-12 – 8 a 9 meses.

Longevidade média do Osmocote® Plus 15-9-12 – 3 a 4 meses – de acordo com a temperatura do solo:
15ºC 21ºC 26ºC 32ºC
4 a 5 meses 3 a 4 meses 2 a 3 meses 1 a 2 meses
Longevidade média do Osmocote® Plus 15-9-12 – 8 a 9 meses – de acordo com a temperatura do solo:
15ºC 21ºC 26ºC 32ºC
9 a 10 meses 8 a 9 meses 6 a 7 meses 5 a 6 meses

A quantidade utilizada depende muito do tipo de adubo escolhido. Existem várias “receitas” de utilização na Internet. A mais básica – e recomendada – é (utilizando o Osmocote® Plus 15-9-12 como referência):

Aplicação
Osmocote® Plus 15-9-12 – 3 a 4 meses Osmocote® Plus 15-9-12 – 8 a 9 meses
Gramas/litro 1,8 5,0
Gramas/cm3 0,0018 0,005

Há quem use de outras formas, como por exemplo um genérico 3 gramas por litro de substrato. O importante é estar atento ao tempo de vida do fertilizante e providenciar a reposição quando este estiver acabado.

Usa o produto? Deixe seu comentário!

Abraços

Referências

19 COMENTÁRIOS

  1. Ótima postagem…inclusive com certo ineditismo (pelo menos para mim)…vou começar a pesquisar maneiras mais simples de adquir-lo!
    Abraço!

    • O meu comprei pela internet mesmo. Na verdade, no meu caso é o Forth Cote, da Forth. Estou usando nas frutíferas também. Dá para comprar um balde de 3kg por um bom preço. Eu acho que vale, por se esquecermos da adubação semanal, pelo menos este garante um mínimo necessário

      Abraçõs

    • Oi Neuza

      Sim, a ideia é a mesma. No caso, 14 14 14 é um pouquinho mais concentrado do que um 10 10 10 e menos que um 20 20 20. Mas pode usar sem problemas, mas lembre-se de não deixar em contato com partes da planta!

      Abraços

  2. Sou agrônomo e proprietário da House das Suculentas, não gosto do Osmocote, ou de adubos de liberação lenta. Explico! A planta tem uma certa quantidade necessária de nutrientes pra absorver dentro de um ciclo. Pra nutrir, suponhamos que devemos usar esse adubo 3x dentro do mesmo ciclo pra conseguir suprir essa necessidade. Agora, vamos falar do OSMOCOTE, imagina o OSMOCOTE, que já tem uma formulação que não vai conseguir suprir o necessário e ainda vai demorar de 8 a 14 meses pra liberar ele todos, olha, complicado, não sei como ele dá tamanho RESULTADO, ainda estou com o convencional e vai ser muito difícil me convencer.

    • Oi Vinícius

      Concordo com seu ponto de vista, tanto é que não acho que ele substitui o fertilizante semanal ou quinzenal. Aqui, para falar a verdade, raramente tenho utilizado. Tenho ficado mais na adubação quinzenal, acaba sendo mais prático para mim. Toda informação e opinião é bem vinda, não tenha dúvidas. O que você usa em suas suculentas?

      Att

  3. Depois de Osmocote nao quero saber de outra coisa. hehe ps: nao sou da area, mas tenho minhas plantas, e depois do osmocote o Bouganville virou só flor, o limoeiro em jarro deu mais de 200 limões, e assim sucessivamente em todas as plantas. É incrível.

  4. Parabéns pelo post sobre os fertilizantes me esclareceu umas dúvidas porém ainda tenho outras. Estou com uma orquídea aqui comprei o osmocote 14-14-14 o homem que me vendeu me falou para colocar apenas 10 cápsulas em contato com a orquídea a cada 3 meses você poderia me ajudar a respeito disso se é realmente para colocar em contato com a orquídea ou diretamente no substrato. Obrigado forte abraço amigo.

    • Oi Ericky

      O Osmocote tem uma liberação lenta, dependendo de quando você molhar sua planta, pode durar até mais que 3 meses. De qualquer maneira, a única recomendação que faço é não colocar perto da planta. Deixe mais próximo da borda do vaso, sob o substrato mesmo, talvez até em 2 pontos distintos. Desta forma não correrá o risco de queimar parte da planta.

      Abraços!

Deixe uma resposta