Início Orquídeas Coelogyne cristata

Coelogyne cristata

3548
0
Coelogyne cristata

A Coelogyne cristata já floresceu várias vezes em casa, sempre com floradas exuberantes.

Tenho alguns vasos em casa, é uma planta de desenvolvimento rápido e fácil, muito aconselhada à aqueles que estão começando uma coleção. Forma grandes touceiras, que fazem com que o suas floradas sejam dignas de exposição.

Cultivo em vasos muito velhos de xaxim, coisa de mais de 30 anos de idade. Parecem gostar deles. Todas ficam embaixo de árvores, pois ali seu desenvolvimento parece melhor para mim.

Ficha da planta – Coelogyne cristata

Conhecida como: Coelogyne cristata (Lindley 1821 SECTION Coelogyne);
Sinônimos: Cymbidium speciosissimum D. Don 1825; Pleione speciosissima (D.Don) Kuntze 1891;
Origem: Ásia – Himalaia, Nepal, Butão, Java e região – entre 1500 e 2600 metros de altura;
Planta: Epífita, 15~20 centímetros;
Flor: 7~13 centímetros, várias por haste;
Época de floração: entre agosto e outubro. A minha floresce sempre em agosto;
Longevidade das flores: 30~40 dias;
Fragrância: sim;
Luminosidade: média, baixa;
Umidade: média;
Temperatura: baixa;
Dificuldade de cultivo: baixa.

Fotos

Floração de 2013

Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata

Floração de 2012

Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata
Coelogyne cristata

Abraços!

Artigo anteriorCuidados com as orquídeas no outono e no inverno
Próximo artigoReforma no orquidário – 2013
Nascido na apaixonante cidade de Curitiba. Fã de Formula 1, trabalha com tecnologia da informação. Divide seu tempo livre entre as suas paixões: família, fotografia, aquarismo e a orquidofilia. Tem quatro gatos e uma ararajuba barulhenta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here