Início Artigos Classificação das orquídeas por habitat: as saprófitas e as humícolas

Classificação das orquídeas por habitat: as saprófitas e as humícolas

2642
0
COMPARTILHAR

Por fim, as menos comuns e, por assim dizer, alvos de muita discussão ainda.

Orquídeas saprófitas

As orquídeas saprófitas são extremamente raras. Desprovidas de clorofila, nutrem-se de restos vegetais ou animais em decomposição. Em uma das classificações atuais, apenas uma orquídea pode ser considerada saprófita, a Rhizanthella gardneri. Mesmo assim, muitos a consideram um parasita e não saprófita). Esta orquídea foi coletada pela primeira vez na Austrália, em 1928. Ela é tão interessante que as vezes floresce dentro do solo.

Esquecendo um pouco o fato que alguns consideram apenas a Rhizanthella gardneri como saprófita, plantas assim possuem raízes do tipo rizoma, curtas e grossas. Vivem no subsolo em simbiose com fungos. Geralmente não possuem folhas, porém, quando estas aparecem são numerosas e “escamiformes” (em forma de escama), saindo da haste floral e protegendo a emas. Sua florescência é em forma racêmica. Normalmente soltam de cinco até dezesseis hastes florais, que brotam do chão rijas, com as flores protegidas por um invólucro. São encontradas na Austrália, Norte da África, Ásia Ocidental e sul da Europa, em solos bastante ricos por decomposição de pinheiros e carvalhos.

Rhizanthella gardneri
Rhizanthella gardneri
Rhizanthella gardneri
Rhizanthella gardneri só com a flor exposta
Rhizanthella gardneri só com a flor exposta
Rhizanthella gardneri e sua parte escondida no solo
Rhizanthella gardneri e sua parte escondida no solo

As saprófitas são motivo de muita discórdia entre os orquidófilos. Muitos costumam classificar suas plantas como saprófitas mesmo quando estas possuem clorofila e, portanto, realizam fotossíntese. Isto biologicamente é um erro. Outros preferem usar o termo humícola que, biologicamente e conceitualmente não está errado (assim como saprófita), mas não serve para designar algumas espécies de orquídeas que não se encaixam muito bem nesta classificação. E onde elas se encaixam?

Orquídeas humícolas

Mais afinal, o que são orquídeas humícolas? Como podem ser parecidas com as saprófitas? Bom, o conceito é bastante parecido, porém as orquídeas humícolas são aquelas que se nutrem a partir de matéria orgânica em decomposição mas que, ao contrário das saprófitas, possuem clorofila e realizam fotossíntese.

Olhando sua estrutura, podem ser confundidas com orquídeas terrestres, mas a principal diferença está na orientação e forma radicular. As orquídeas humícolas sempre apresentam raízes extremamente grossas e que se orientam, em geral, paralelamente ao solo, sempre encobertas pela camada de serrapilheira das matas, não se aprofundando mais do que alguns poucos centímetros no solo.

Um exemplo de orquídea humícola seria o gênero Chloraea. Mas vai ter gente falando que é terrestre e aí a discórdia começa…

Chloraea_bletioides_(8193692773)
Chloraea bletioides
Chloraea longipetala
Chloraea longipetala
Chloraea alpina
Chloraea alpina

Deixe uma resposta