Início Minhas orquídeas Dracula inaequalis

Dracula inaequalis

1699
3

Parece que a temporada de Draculas está à todo vapor aqui em casa.

É correto afirmar que os EcoTroncos tem ajudado bastante, mas mesmo assim fico feliz em ver que o cultivo em sua totalidade está sendo muito satisfatório. Para quem lamenta até hoje ter perdido a primeira Dracula que teve, agora sou só sorrisos!

Nomenclatura

Dracula inaequalis (Rchb. f.) Luer & R. Escobar 1982 SUBGENUS Dracula SECTION Dracula SUBSECTION Costatae.

Sinônimos: Dracula carderi [Rchb.f]Luer 1978; Masdevallia carderi Rchb. f. 1883; Masdevallia inequalis Rchb. f. 1874.

Detalhes

Espécie encontrada na Colômbia e no Equador, em florestas tropicais em altitudes de 400 a 2200 metros. Epífita de pequeno porte, gosta de clima temperado e pouca claridade. Floresce desde o final da Primavera até o início do Outono.

Fotos

Referência

  • orchidspecies.com

Abraços

3 COMENTÁRIOS

  1. Renato, bom dia! Também sou de Curitiba e estou tentando cultivar minha primeira Drácula Hyrsuta, ela saiu muitas folhas novas mas depois de mais de um ano nada de flores. Deu muitas pintas pretas nas folhas mais antigas. Estava no substrato que veii na compra , esfagno e um pouquino de isopor. Está em uma varanda onde não pega sol e tem uma fonte de água embaixo dela para manter a umidade. Pode me dizer o melhor substrato e como faz a adubação dela? Obrigada

    • Oi Rosangela, tudo bem?

      Pois é, as Draculas aqui são meio exigentes. As minhas estão em caixetas com musgo ou no EcoTronco. Todas estão florindo, mas demoraram mais de um ano até se ambientarem e começar as florações. Mantenho as minhas em um local úmido e sombreado (sob uma bancada, acho que no meu Instagram tem uma foto disso, você poderá ver lá). Talvez, no seu caso, seja legal colocar um substrato novo, já que o musgo tente a acidificar e se decompor depois de 1 ou 2 anos. Sobre a adubação, sigo a minha infalível tática de, quando lembro e tenho tempo, faço igual para todas as minhas plantas kkkkk.

      Abraços

  2. Obrigada Luis pela suas orientações. Fiz a troca do substrato e vou aguardar para ver se elas reagem. Acredito que já que a parte vegetativa se desenvolveu até que bem, elas realmente só precisam de mais um tempo para se adaptarem. Abraços.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here