Início Orquídeas Cattleya forbesii

Cattleya forbesii

2402
0

A Cattleya forbesii é outra orquídea muito comum aqui na região. Engraçado como algumas espécies são “endêmicas”, entre aspas, pois não é o correto uso da palavra. Esta planta que apresento aqui veio do mesmo galho em que estava a Rodriguezia venusta que apresentei há alguns dias, aquela de 35 hastes.

Como se vê, em uma mesma árvore fadada a desaparecer, afinal tinha sido cortada, consegui duas espécies maravilhosas de orquídeas. Aliás, três, mas a outra ainda não sei qual é.

A forbesii é uma Cattleya das mais interessantes, menor em seu tamanho comparada às demais. Algumas variações de tons em sua coloração podem ser notadas nas espécies nativas e temos até variações albas em algumas coleções, coisa que confesso nunca ter visto.

A Serra do Mar aqui no Paraná apresenta muitas espécies de orquídeas. Viajar pela Estrada da Graciosa nesta época, entre janeiro e fevereiro, nos faz ir de encontro a estas preciosidades. Não é incomum olhar para as árvores e vê-la em flor la no alto, ao lado de bromélias.

Tenho que começar a criar vergonha na cara e fotografar mais espécies em seu habitat natural.

Ficha da planta – Cattleya forbesii

Conhecida como: Cattleya forbesii Lindley 1821 SUBGENUS Intermedia [Cogn.] Withner 1989;
Sinônimos: Cattleya fulva Beer 1854; Cattleya isopetala Beer 1854; Cattleya pauper [Vell] Stellfeld 1949; Cattleya vestalis Hoffmannsegg 1843; Epidendrum forbesii Rchb.f 1861; Epidendrum pauper Vell 1825; Maelenia paradoxa DuMort. 1834;
Origem: Sul do Brasil – entre 0 e 200 metros de altitude;
Planta: Epífita, 10~20 centímetros;
Flor: 6~11 centímetros;
Época de floração: primavera e verão;
Longevidade das flores: 10 dias;
Fragrância: sim;
Luminosidade: média;
Umidade: média;
Temperatura: média;
Dificuldade de cultivo: fácil.

Fotos


Abraços!

Artigo anteriorAcianthera sonderana
Próximo artigoLanium avicula
Nascido na apaixonante cidade de Curitiba. Fã de Formula 1, trabalha com tecnologia da informação. Divide seu tempo livre entre as suas paixões: família, fotografia, aquarismo e a orquidofilia. Tem quatro gatos e uma ararajuba barulhenta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here