Início Diversos Reforma no orquidário – primeira fase

Reforma no orquidário – primeira fase

2797
8
COMPARTILHAR

Depois de meses de obras tipicamente brasileiras, ou seja, demoradas e ainda não finalizadas, eis que a cara do novo orquidário aqui de casa já pode ser minimamente percebida.

httpvh://www.youtube.com/watch?v=7USKJFpPC_8

Aos que não se lembram, eu tinha uma estrutura de madeira e sombrite em um terreno fortemente inclinado, o que não facilitava a organização interna das plantas. O que fazer? Optei por colocar tudo no chão e nivelar o terreno, para então colocar uma nova estrutura.

No começo imaginava que era uma tarefa das mais fáceis, afinal, tirar um pouquinho de terra ali, colocar aqui, e pronto, tudo retinho e bonitinho.

A realidade é mais cruel do que parece. Após desmontar todo o orquidário, tirar mais de 400 vasos e pensar na meleca que eu tinha me enfiado, não me restou muito a não ser cavar. Como o terreno é inclinado, tive que fazer uma mureta de contenção para poder preencher corretamente o espaço do orquidário com terra.

orquideas.eco.br - 10/09/2013

Aqui cabe uma ressalva, tudo que foi feito neste espaço foi realizado por minha esposa e eu. Ninguém colocou o pé aqui em casa para participar desta obra. Aqui temos o pensamento que, se podemos fazer, porque vamos pagar alguém para isto? E neste pensamento fomos construindo a mureta, a escada, fomos preenchendo os espaços com terra e vimos que, ao nivelar, acabamos por descobrir toda a base do muro ao redor do local. O resultado? Mais tijolo e cimento para cobrir todas as partes “desnudas” e deixar o ambiente totalmente envolto com apenas tijolos, e não terra.

orquideas.eco.br - 10/09/2013

Cava daqui, cava dali, mede daqui, mede dali, aos poucos o terreno foi sendo nivelado. A quantidade absurda de terra que foi transferida de um lado para o outro não passava pela minha cabeça. Imaginava que era só cavar um pouquinho que tudo já estava pronto. Ledo engano, era terra pra dedéu. O que era para ser uma reforminha começou a ter traços de uma construção faraônica. Muros, escadas, nivelamento, piso de concreto, vigas, chapisco, uma série de coisas que fomos aprendendo com o tempo, ou relembrando de experiências passadas (aqui temos mania de colocar a mão na massa mesmo).

orquideas.eco.br - 10/09/2013

Fácil? Não. Se considerarmos que o orquidário fica no fundo do terreno, cerca de 75 metros da rua e fortemente inclinado, o construir não é tão maçante quanto carregar o material. Areia, cimento e brita, morro acima, várias e várias vezes. Muitas vezes parávamos por exaustão, afinal, finais de semana ficavam curtos para tanto trabalho e o corpo despreparado não ajuda.

Enfim, o serviço terminou. O terreno estava nivelado, cimentado onde deveria estar e bem ajeitadinho. E a estrutura?

orquideas.eco.br - 10/09/2013

No começo pensava em construir uma estrutura de PVC, por imaginar que o sistema de encaixe por si só já bastaria para fazer uma cobertura e as bancadas, tudo integrado. Amadureci bastante esta ideia, mas quando fui colocar na ponta do lápis vi que o valor não compensava todas as adaptações que eu teria que fazer, além da beleza do conjunto, que certamente deixaria a desejar.

Cedi aos pedidos da minha esposa de construir uma estrutura como toras autoclavadas de eucalipto e saí a caça do melhor preço. Optei pelo básico, 4 toras de sustentação, 2 transversais e toras mais finas na cobertura. O objetivo deste tipo de cobertura? Simular o 50% de proteção do sombrite, só que de uma forma diferente. A ideia é simples: colocar uma tora sim outra não na cobertura do orquidário.

orquideas.eco.br - 10/09/2013

Por não ser uma estrutura barata, eis que demorou mais um pouco para conseguir todo o material. Eis que no último mês a tarefa foi realizada e o material foi comprado.

E agora José? Tinha que levar todas as toras para o fundo do terreno. Foram 4 toras de 3 metros/22cm, 2 toras de 6 metros/20cm e mais 30 toras de 5 metros/10cm. É muito peso.

Depois de uma semana de carregamento, contando com ajuda para as duas de 6 metros, eis que o trabalho recomeçou. Buracos preparados, toras posicionadas, formão preparado e funcionando e muito, muito suor depois, eis que a estrutura está pronta.

orquideas.eco.br - 10/09/2013

E agora? Agora vou montar bancadas, colocar a parte elétrica, pintar onde deve ser pintado, tratar a madeira, enfim, dar os arremates onde for necessário para que possa dizer que o orquidário está finalizado.

Mas já acho que as plantas gostaram da nova casa.

orquideas.eco.br - 10/09/2013

8 COMENTÁRIOS

    • Sem dúvidas!

      Tinha sombrite antes das toras e mudei por estética. Comecei a perder muitas plantas. Agora que voltei para o sombrite parei de perder plantas e todas estão crescendo muito bem.

      Pode ser apenas o meu caso, mas vale lembrar que o sombrite filtra com mais homogeneidade a luz solar, enquanto as toras é tipo 0% ou 100%. Acaba queimando as mais sensíveis.

      Abração!

      • Informações Valiosas! Obrigada! Fico muito na dúvida em como preparar meu projeto pois onde moro, no litoral de São paulo, temos épocas de chuvas torrenciais e intermináveis, que vem com uma friagem horrivel.. e chegamos a ter quase 2 meses sem ver o sol. Creio que terei de usar telhas transparentes.. o que acha?

Deixe uma resposta